domingo, 28 de maio de 2017

Combatendo o bom combate



Continuamos trabalhando com as nossas dificuldades e limitações, ate ficarmos sabendo que a sala que usávamos seria reformada e não poderíamos nos reunir...
Foi uma tristeza, ou melhor, um desafio.
Nos reunimos e cada uma dava uma ideia ate que resolvemos pedir ajuda. Junto a isto o marido da Sônia, Pery, conversando com o pessoal da Associação geral dos condomínios e eles quiseram conhecer nosso trabalho.
E foi assim que nos emprestaram uma sala, na qual fizeram alguns ajustes que nos atendesse e para lá fomos nós.

Mais uma etapa vencida e muito mais responsabilidade adquirida...

A vida vai nos mostrando caminhos mas, nada vem de graça, se antes só tínhamos que fazer bem feito para nós mesmas, agora tínhamos que mostrar serviço. E assim aumentamos os dias dos encontros e trabalhamos mais, muito mais.


No primeiro ano entregamos mais de cem pijaminhas e os desafios não pararam de aparecer.
Precisávamos comprar mais flanelas e como tínhamos nos cotizado para comprar uma máquina de Overclock... O caixa estava em baixa...

Veio a ideia de fazermos um bazar! Mas vamos vender o quê?
Então cada uma faz o que sabe e doa para o bazar.simples assim...

Disparamos a trabalhar em casa também, rss...
Panos de prato com barrados em crochê ou bordados. 
Toalhas de lavabo de varias formas. 
Lugar americano.
Doações...

Não sabíamos onde fazer o bazar e achávamos que tínhamos pouca coisa para tanto.
Daí "alguém" do condomínio resolveu fazer um bazar  para todos os condomínios e claro, nos inscrevemos.

Foi um sucesso, vendemos tudo quase!
E compramos mais flanelas!!!

Vem muito mais por aí
Um grande abraço
Vania

2 comentários: